Vetnil destaca os principais cuidados para felinos no Dia Mundial do Gato

Uma das sugestões da veterinária Marília Bianchini sobre o comportamento e as rotinas nutricionais

Celebrado internacionalmente no dia 17 de Fevereiro, o Dia do Gato da Terra foi idealizado por entidades de segurança animal para levantar o reconhecimento da necessidade de cuidar correctamente dos seus animais de estimação, considerando o comportamento comportamental e o bem-estar. Nesta data pode ser reforçada a batalha em oposição ao preconceito e à intolerância que também influencia muitos gatos.

Um exame realizado com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) em 2018 mostra que o Brasil tem uma das maiores populações de animais de estimação do planeta, com cerca de 24 milhões de gatos. Esta variedade tem crescido muito nos últimos tempos e estima-se realmente que irá exceder o número de caninos em menos de 10 anos. Este resultado final pode ser considerado como uma imagem espelhada das variações sociais e comportamentais, ao mesmo tempo que se utilizam os habitantes residentes em áreas mais compactas e em grandes instalações urbanas, aliados a uma maior simpatia por estes animais Clínica Veterinária.

Para Marilia Bianchini, veterinária e analista de crescimento de mercadorias do Vetnil, ao adoptar um gato o tutor precisa de estar consciente de que apesar do temperamento imparcial e silencioso, os gatos precisam de ter companhia humana, muito lazer e atenção aos hábitos nutricionais. “O ecossistema onde a vida do gato deve realmente permitir e incentivar a exploração, composto por brinquedos, superfícies superiores, esconderijos e arranhadores verticais”. Para a alimentação, é importante prestar atenção ao recipiente de alimentação, que deve ser de preferência grande e com bordos baixos, e ao h2o, que normalmente deve ser realmente melhorado, lembrando qual o gato que normalmente prefere consumir h2o em funcionamento”. O Qualificado enfatiza também a necessidade de se avançar e levar o gato ao veterinário de forma rotineira e manter a vacinação e vermifugação geralmente correntes.

Clínica Veterinária

Uma outra posição significativa a ser considerada será o acesso à estrada. Independentemente do caçador e da intuição aventureira sobre os gatos, os gatos domésticos devem realmente ser mantidos estritamente dentro de casa. Na situação dos apartamentos, é obrigatório o uso de janelas e de outros factores de fuga. Este tipo de cuidados prolonga a vida dos gatos e protege-os de brigas, maus tratos, atropelamentos e condições de saúde.
Marilia Bianchini prevê que, embora a população felina esteja cada vez mais presente nos lares brasileiros, bastantes tutores têm problemas em elevar os seus gatos. O primeiro passo é pensar que o animal é um pequeno cão de companhia, juntamente com as mesmas exigências dos companheiros caninos. No entanto, o veterinário aponta que a diferenciação envolvendo animais gera desatenção a alguns tratamentos que os gatos precisam tanto como os cães. Entre eles estão a castração e os estímulos, por exemplo, os jogos de vídeo e os treinos.

Muitos mitos, no entanto, têm de ser combatidos no que diz respeito às acções e desejos dos gatos. O maior deles é que os gatos não podem ser experimentados, que é óptimo oferecer-lhes leite (como são animais carnívoros, a ingestão de leite só acontece na fase da amamentação, ou seja, quando são recém-nascidos fazem sua matrícula e este leite só pode ser de origem materna ou profissional igual certeza em relação à espécie, muitas vezes chamados de substitutos) e, em particular que são anti-sociais e não gostam de ligação com as pessoas. Ao ultrapassar estes preconceitos, os tutores podem muito bem aprender que, para além de serem excelentes companheiros, os gatos contribuem também para o bem-estar das pessoas e são acrescentos de confiança e afectuosos a qualquer agregado familiar.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *